Bruges – A cidade do Santo Graal e da “Madona com o Menino” de Michelângelo

A cidade presépio de Bruges é a capital da região de Flandres, no norte da Bélgica, e é apelidada de ” A Veneza do Norte”, devido a grande quantidade de canais que cortam toda a cidade, associado a beleza de suas construções medievais. Possui cerca de 117 mil habitantes e localiza-se cerca de 160km da capital Bruxelas. Muitas pessoas perfazem Bruges, como passeio bate e volta, a partir de Paris, de trem. Nossa escolha foi pernoitar na cidade, haja visto que a cidade torna-se ainda mais bela depois que as hordas de turistas matinais partem, deixando a cidade deserta, com seus encantos, permitindo belíssimas fotos noturnas.

IMG_9380

Bruges era uma cidade estratégica, e foi uma das cidades mais ricas do norte da Europa. Seus canais e muralhas foram construídos a partir de 1128, pelo rei de Flandres. Ainda no século XII, Bruges passou a ser importante ponto de rota comercial com a Inglaterra e com os países nórdicos, dada a produção de lã e tecidos. Devido a sua condição natural, entremeada por canais e por ter acesso ao mar, Bruges passou a ser uma cidade portuária. A cidade prosperou economicamente até o século XVI, quando perdeu sua hegemonia para a cidade Antuérpia, como principal ponto de comércio da região flamenga. Hoje em dia, a cidade vive basicamente do turismo, sendo uma das cidades mais visitadas em toda a Europa. A Maior parte de suas construções datam desse período de intenso florescimento pelo qual a cidade passou durante a idade média.

IMG_7492

Os principais pontos a se visitar em Bruges são:

1)Igreja de Nossa Senhora (Onze-Lieve-Vrouwekerk) – Church of our Lady

Essa é uma das principais igrejas em Bruges, facilmente reconhecida devido a sua torre de cerca de 122 metros, a mais alta da cidade. Sua construção foi iniciada em 1220, demorando cerca de 200 anos para ficar pronta!!!! Graças a isso, podemos apreciar dois estilos arquitetônicos distintos da sua construção. Inicialmente, uma igreja em estilo românico, mesclando para o gótico na fase final de sua construção.

IMG_7491

Essa igreja é dedicada a Nossa Senhora, e entre as inúmeras esculturas de seu interior, destaca-se a famosa “Madona e o Menino” de Michelângelo, a única obra do artista que saiu da Itália enquanto ele estava vivo, comprada por um rico mercador flamengo. Essa escultura ficou mais célebre ainda após o filme “Caçadores de obras-primas”, mostrando todo o drama que especialistas passaram para salvar as grandes obras da humanidade da destruição insana da Segunda Guerra Mundial.

DSC_0935

O interior da Igreja é ricamente decorado, e conta ainda em seu interior com os túmulos de Carlos, duque da Borgonha e de sua filha Maria, última duquesa de Borgonha.

A entrada é gratuita, e a visita é imprescindível. Para conhecer a Madona, paga-se 2 euros por pessoa.

2) Basílica do Sangue Sagrado – Basilica of the Holy Blood

De acordo com a antiga tradição, Derrick da Alsácia, Conde de Flandres, trouxe a relíquia do sangue sagrado com ele, após a segunda cruzada, em 1150, retornando de Jerusalém. Recebeu-a como presente pelo seu heroísmo durante a cruzada, das mãos do rei de Jerusalém, Balduíno III de Anjou. Em 7 de abril de 1150, trouxe o sangue sagrado para Bruges, na Capela do Sangue Sagrado, erigida por ele, para receber a relíquia.

DSC_0952

A história da Relíquia do Sangue Sagrado remete a cena bíblica, em que após a crucificação, José de Arimatéia, um judeu abastado seguidor de Cristo, envolve o corpo de Nosso Senhor com o Sudário, e recolhe o sangue de Cristo em um Cálice, depositando parte desse sangue em um tecido, de maneira a conservá-lo. Por mais de 750 anos a população de Bruges e peregrinos de todo o mundo vêm até essa Basílica para adorar o Sangue Real.

DSC_0951

A Basílica possui dois andares. No primeiro andar há uma antiga Capela em estilo Românico, construída pelo Templário Derrick de Alsácia, no século XII. Ela é dedicada a São Basílico, o Grande, doutor grego da Igreja morto em 379. As relíquias desse santo foram trazidos por Robert II de Jerusalém, um Conde De Flandres no século XII.

DSC_0950

O segundo andar foi construído no século XVI, em estilo gótico, com realces barrocos, no fim do século XIX. Nesse andar, encontra-se a relíquia, depositada no interior de um tubo de ensaio, exposta para adoração. Todas as sextas-feiras, antes e após a missa, a relíquia do Sangue Sagrado é exposta para adoração. Na época da Ascenção do Nosso SenhorCC, ocorre uma grande procissão pelas ruas da cidade, expondo a relíquia sagrada, remontando a uma tradição realizada há mais de 750 anos.

DSC_0954

A basílica é uma preciosidade na Cidade de Bruges e representa a manutenção de uma história de fé cristã que existe há mais de dois mil anos. Para mais informações, pode-se acessar o site: http://www.holyblood.com.

3) Capela de Jerusalém – Adornesdomein – Jeruzalemkapel (Jerusalem Chapel)

Localizada nas propriedades da Família Adorne, consiste em uma capela medieval do século XV, erigida aos moldes de Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém. Adorne era um rico peregrino, que ao retornar de Jerusalém em 1428, decidiu por erigir uma Capela em honra a Jesus Cristo. A capela é dotada de um macabro altar com caveiras e partes de ossos humanos encravadas na Pedra, como uma réplica da suposta Tumba de Cristo, em Jerusalém.

DSC_0976

A Família Adorne é uma aristocrática família de origem Italiana (Gênova), cujo patriarca Opicius Adornes mudou-se para Bruges, convidado pelo Conde de Flandres, no século 13. A Capela fica localizada em terreno particular, apesar de ser consagrada pelo patriarcado de Roma. Mas há uma relíquia sagrada nessa Capela, muito pouco conhecida pelo público em geral. Há um fragmento da Cruz de Cristo, em uma sala para veneração. A presença de relíquias tão importantes demonstra o poder que a cidade de Bruges tinha no passado, tendo sido, durante o começo do renascimento, mais povoada do que Londres.

DSC_0978

A Capela fica aberta das 10hs – 17 horas, de segunda a sábado. Para mais informações: http://www.adornes.org/en/visit-us.

DSC_0975

4) Centro Histórico / Praça do Mercado (Grote Markt) e Praça Burg (Burg):

A praça do Mercado é a pedra fundamental da cidade de Bruges, marco zero da cidade, onde é possível admirar toda a grandiosidade da cidade durante os períodos medieval e renascentista. Na praça há uma série de restaurantes, chocolaterias, e, durante o natal, uma animada feira de natal, que acalenta e aquece os corações durante o inverno rigoroso da região.

DSC_1004

A Torre Belfort, com seus 83 metros de altura, 366 degraus e carrilhão de 47 sinos (datado do século 18), antes usada pela guarda local como ponte de observação contra o ataque inimigo, hoje permite o turista ter uma bela visão panorâmica da cidade. Até hoje há um instrumentista que toca o carrilhão de sinos, diariamente, com músicas desde a idade média, até os dias atuais.

DSC_1002

Impossível não se admirar com as vitrines recheadas de chocolate Belga. Afinal, estamos na Bélgica, terra do melhor chocolate do Mundo. Aqui qualquer marca é boa, os sabores e as cores dos doces são incríveis.

DSC_1003

Na praça Burg está localizada a Basílica do Sangue Sagrado, bem como os prédios administrativos da prefeitura de Bruges.

IMG_7439

5) Minnewater – O lago do amor

Localizado bem próximo a entrada da cidade, perto da estação de trem, o lago do amor é deslumbrante pela paisagem ao redor, além de permitir a admiração dos canais que banham a cidade.

IMG_7582

O lago e os canais adjacentes dentro e ao redor do Minnewaterpark já foram corredores de transporte de mercadorias durante os áureos tempos da cidade na Idade Média. Tudo, de produtos têxteis e temperos a açúcar e vinho, era carregado por barcos comerciais que transportavam mercadorias pelos cursos de água. Atualmente, os navios que antes navegavam por essas águas foram substituídos pela presença constante de patos e cisnes. Na realidade, os cisnes são considerados o símbolo de Bruges.Segundo a lenda local,em 1488, a cidade foi amaldiçoada com cisnes por toda a eternidade. A presença dos cisnes nos lagos de Bruges foi uma punição à população feita pelo imperador após a execução de Pieter Lanchals, um dos administradores da cidade. Como o significado do sobrenome dele era “pescoço longo” e o brasão de armas da família Lanchals era um cisne, o imperador amaldiçoou a cidade a sempre ter estas aves em seus lagos.

IMG_7583

Reza outra lenda, que uma vez no lago do amor, você deve selar seu eterno amor, com um beijo. Lago e ponte na Europa é assim… ou um beijo ou um cadeado na ponte. Se bem que nos dias atuais, os cadeados se tornaram politicamente incorretos…

6) Catedral de São Salvador (Sint-Salvatorskerkhof):

Essa é uma das principais e primeiras igrejas da cidade de Bruges. Fundada no século X, foi alçada ao posto de Catedral a partir do Século XIX, após a destruição da Catedral de São Donato. A catedral permite visitar as ruínas do prédio original, dos primórdios da sua fundação.

DSC_1073

Endereço: Sint-Salvatorskerkhof
Horário de funcionamento: Segunda à sexta das 10hs às 11h30 e das 14h30 às 17hs (fecha às 16h30 entre Outubro e Março), sábado das 10hs às 11h30 e das 14h30 às 16hs.

7) Tour na Cervejaria “De Halve Maan”:

Afinal, estamos na Bélgica. Além dos Chocolates, é obrigatório provar as cervejas belgas!!!De Halve Maan” é uma tradicional cervejaria familiar, única em atividade no centro de Bruges, fundada em 1856. A visita com duração de 45 minutos (saídas a cada hora) cobre a a parte antiga da cervejaria, mostrando os antigos e tradicionais métodos de fabricação e equipamentos.

O tour também passa pela produção atual, onde são feitas as quatro cervejas da casa: Brugse Zot, Brugse Zot Dubbel, Straffe Hendrik Tripel e Straffe Hendrik Quadrupel. No final, um copo de Brugse Zot, uma Belgian Pale Ale servida na pressão.

IMG_7569

8) Onde Comer:

De Koetse

Uma boa pedida para se comer comida belga tradicional. O “Moules frites” deles é autoral e é típico da região de Bruges. Fantástico!!

IMG_7598

De Karmeliet

Esse é um Três Estrelas Michelin! Best food Ever. Sem comentários… E pela qualidade da comida que oferece, apresenta preços bem em conta para um casal. Atendimento e comida fantástica!

IMG_7486

Ainda tivemos a honra de tirar foto com Chef!!! Top demais!!

IMG_7485

9) Onde Ficar:

Hotel Bonifacius

Hotel com três ou quatro quartos apenas, extremamente autoral. A Dona do hotel faz pessoalmente a recepção dos hóspedes, e serve o café da manhã, com frutas e queijos belgas frescos.

IMG_7514

Olhando de fora, lembra uma casa de Contos de Fadas!!

IMG_7505

Essa é Bruges, uma das cidades presépios mais belas do mundo. Carpe Diem!!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s