Heidelberg – “O caminho dos filósofos”

Essa encantadora cidade é uma das mais belas da Alemanha, fica as margens do rio Neckar, localizada  a menos de 2 horas de carro de Frankfurt. É o ponto de partida para se conhecer a região da Floresta Negra, famosa por seus relógios Cuco e por ser lar das lendas dos irmãos Grimm, como A Chapeuzinho Vermelho, João e Maria e o Lobisomen.

IMG_3753

Famosa ponte Alte Brucke, erguida em 1786-88 por Mathias Maier

Foi em Heidelberg que surgiu a primeira universidade da Alemanha, em 1386, fundada pelo rei Ruprecht I. Também no seu reinado que se iniciaram as obras do Palácio real. Os escritores e pensadores alemães mais importantes moraram em Heidelberg, tais quais, Goethe, Schiller e o poeta Eichendorff. Também Martinho Lutero, morou na cidade durante o período de 1518, sendo um importante centro da reforma Protestante.

IMG_8284

Fonte de Netuno na Marktplatz – local onde bruxas e hereges foram queimados pela inquisição na idade média

O centro histórico da cidade pode ser todo feito a pé. Se estiver de carro, basta deixar o carro nas várias entradas do centro histórico. Pode-se fazer o caminho a partir de Frankfurt para Heidelberg, são cerca de 89 quilômetros, pela excelente estrada B37. Nossa dica é chegar em Heidelberg e iniciar a visita para o Castelo, subindo de funiculá, uma espécie de trem que leva a parte mais alta da cidade. Depois, pode-se descer e estrada a pé e visitar o centro histórico da cidade.

IMG_8160 IMG_8162

Estação e vista do trenzinho que leva até o castelo de Heildelberg.

Castelo de Heidelberg

O castelo de Heidelberg é uma das principais atrações da cidade. Consiste em um vasto complexo residencial erguido no século XIII, tendo sofrido várias mudanças até o século XVII. Foi sede do Palatinado da Casa dos Wittelsbach, mas foi praticamente destruído durante a guerra dos trinta anos, conflito com a França em 1689. A Guerra dos 30 anos inicialmente foi incitada por motivos religiosos, como um conflito entre protestantes e católicos que acometeu a Alemanha, no século XVII, mas que depois passou a tomar proporções políticas, com a entrada da França, Suécia e países do leste europeu.

IMG_3754Os Pontos altos do castelo são:

Friedrichsbau

Uma das áreas mais recentes do castelo, é o Palácio de Frederico (1601-7). Sua fachada possui estátuas de membros da dinaistia Wittelsbach, com destaque para a de Carlos, o Grande.

IMG_8214 IMG_8216

Ottheinrichsbau

Sede do museu Deutsches Apothekenmuseum, com várias salas com utensílios das diferentes dinastias que habitaram esse castelo. Também expõe vários instrumentos médicos antigos, além de uma sala de alquimia e de uma farmácia do século XVIII.

IMG_8234 IMG_8236

Existem várias instrumentos utilizados para realizar a dosagem das medicações, com várias elixires e poções expostos.

IMG_8242A entrada do museu é ornada com essa centenária árvore.

IMG_8252Adega do Castelo

Essa adega conta com o maior barril barril de vinho do mundo, com capacidade para 195 mil litros. Sua construção foi idealizada por Perkeo, em 1720, famoso bobo da corte, portador de nanismo, grande entendedor de vinho que, segundo os relatos, ingeria até cerca de 8 litros por dia de vinho. Reza a lenda que Perkeo viveu até os 80 anos de idade, sem nunca ter ingerido nenhum líquido que não fosse vinho. Certo dia, sentiu um mal estar. Ao ser visitado pelo médico da cidade, foi-lhe receitado a ingestão de água em abundância, como forma de hidratação, sendo-lhe proibida a ingestão do vinho. O pobre Perkeo faleceu no dia seguinte. Porém sua figura foi imortalizada, e ele é considerado o mascote de Heidelberg.

IMG_8269 IMG_8270

Ruprechstsbau

É a parte mais antiga do castelo, erguida no século XIV, foi residência do rei Ruprecht III, um dos mais importantes reis alemães, responsável por moldar grande parte do atual território alemão, após vencer guerras com países vizinhos, como República Theca e Luxemburgo.

IMG_8212Heiliggeistkirche (Igreja do Espírito Santo).

Igreja símbolo da cidade, foi erguida nos anos 1400-41, sendo o templo mais antigo da cidade. Os padres da igreja também lecionavam na universidade, tanto que as naves laterais abrigam galerias especiais para acomodar o amplo acervo da Biblioteca Palatina.

IMG_8292Imagem das extensas áreas laterais da nave da igreja. A Biblioteca Palatina contava com 5mil livros e 3524 manuscritos. Esses livros foram doados ao Vaticano, ao fim da Guerra dos trinta anos, pelo rei da Bavária Maximiliano I. Apenas 816 livros foram devolvidos a igreja. Existe na biblioteca do Vaticano uma sessão da Biblioteca Palatina aonde o restante das obras está sob a tutela papal.

IMG_8294O coro abriga os túmulos do rei Alemão Ruprecht III (1352-1410) e de sua mulher, Elizabeth von Hohenzollern.

IMG_8296Esses são os principais pontos de visita da cidade de Heidelberg. Marcante cidade alemã, belíssima e histórica pelas grandes personalidades que a habitaram.

IMG_8178

Carpe Diem!!!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s